Please reload

Posts Recentes

Opções de chá para uma boa noite de sono

January 20, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Qual é o melhor tipo de travesseiro para você?

23 Jan 2018

1/2

Médicos e especialistas recomendam que você use o tipo de travesseiro correto para que você tenha boas noites de sono. Mas como saber qual é o travesseiro ideal? Tudo depende da maneira que você dorme. Abaixo, vamos explicar melhor cada caso:

 

Para quem dorme de barriga para cima

 

Dê preferência a um travesseiro baixo ou de altura média, atentando-se para o seu pescoço ou coluna não ficarem encurvados. Neste caso, o importante é que o espaço entre a cervical e a nuca fique preenchido, para evitar dores no pescoço.

Se você dorme nesta posição, pode escolher travesseiros macios, de plumas e penas de ganso, por exemplo, pois recomenda-se que sejam escolhidos os de altura média a baixa.

 

Para quem dorme de lado ou de barriga para baixo

 

Prefira os travesseiros de altura média. A dica é que o travesseiro esteja encaixado perfeitamente entre a cabeça e o colchão, formando um ângulo de 90 graus no pescoço, nem inclinado para cima, nem para baixo.

Para esta posição, não indica-se os travesseiros de plumas, penas de ganso ou qualquer tipo muito macio, pois naturalmente deformam a sua estrutura ao deitar a cabeça sobre eles, e acabam deixando a coluna desalinhada. Neste caso, prefira os travesseiros de poliuretano ou espuma compacta.

Além da altura, existem outras especificidades que devemos observar no uso do travesseiro como:

 

Prazo de Validade

 

Sim, como qualquer outro produto, os travesseiros também tem data de validade. Recomenda-se que o travesseiro seja trocado a partir de dois anos de uso, se utilizado todos os dias, como normalmente acontece.

Uma dica para testar se já está na hora de trocar seu travesseiro é dobrando-o ao meio. Observe: quanto mais difícil de dobrá-lo e mais rápido ele voltar ao normal, mais novo ele estará. Assim, se o travesseiro demorar ou não se desdobrar, saiba que está na hora de trocá-lo.

 

Alergias e doenças respiratórias

 

Para quem tem alergias ou doenças respiratórias, o ideal é investir em um travesseiro hipoalergênico, que ofereça proteção anti-ácaros ou antimicrobial, que normalmente são feitos de viscoelástico ou látex natural.

Em casos de apneia do sono recomenda-se a utilização de travesseiros mais altos, que mantenham o queixo elevado, pois essa posição do rosto favorece a desobstrução das vias respiratórias.

 

Tipos de travesseiro


1- Plumas ou penas de ganso

 

São os travesseiros mais nobres e mais caros do mercado. Tornam-se um bom investimento no caso daqueles que possuem a garantia de duração até 10 anos, diferentemente do prazo de validade comum.

É um dos mais macios, maleáveis e leves que existem e evitam o acúmulo de calor internamente, visto que as penas e as plumas permitem uma troca constante de ar.

Ao comprar este tipo de travesseiro, vale observar se a marca possui proteção antimicrobiana, pois quando não tratadas, as penas tornam-se um ambiente propício ao desenvolvimento de fungos e bactérias.

 
2- Espuma de látex

 

Sua principal característica é sua espuma perfurada que favorece a ventilação, diminuindo a chance de desenvolvimento de micro-organismos e mantendo sua temperatura sempre fresca.

É feito de fibra natural extraído da seringueira, bastante confortável e possui um toque aveludado, com uma estrutura permite retornar à sua forma original mesmo depois de consecutivas deformações. São esterilizados na produção, garantindo total higienização.

 
3- Espuma de poliuretano (ou espuma compacta)

 

São travesseiros de composição mais firme, não cedendo muito ao peso da cabeça, o que é uma ótima pedida para quem dorme de lado. Por outro lado, além de ser um material inflamável, o poliuretano que compõe o travesseiro também pode afetar a tiroide com a exposição direta ao tipo de material.

Assim, vale a pena avaliar estes fatores na hora de comprar um travesseiro desse tipo.

 
4- Espuma viscoelástica

 

Esse travesseiro também é conhecido como “travesseiro da NASA”, que tem espuma automoldável e termossensível e se adapta ao contorno e à temperatura da cabeça, exercendo uma menor pressão nas áreas mais quentes ou salientes e facilitando a circulação sanguínea.

Como tornou-se um travesseiro bastante famoso, vale ficar bastante atento na hora de comprar para não comprar gato por lebre, pois muitas embalagens dizem que o travesseiro é de espuma viscoelástica quando, na verdade, só a camada mais externa leva a espuma.

 

5- Flocos de espuma

 

É feito de espuma comum, recortada em flocos, o que melhora a circulação de ar e deixa os travesseiros mais macios. Ao escolher este tipo de travesseiro, verifique se a espuma mantém-se firme no local, sem se espalhar pra as laterais ao apoiar a cabeça, pois isso faz com que a cabeça e o pescoço fiquem desalinhados.


6- Microfibra (poliéster)

É um dos tipos mais leves e flexíveis que geram bastante conforto para quem evita travesseiros pesados.

Sua grande desvantagem é que, por ser feito de material sintético, aquece progressivamente já que absorve o calor transferido pelo corpo ou pelo ambiente.
 

7- Espuma com molas

Um pouco menos famoso no mercado, este travesseiro é feito de espuma e molas, permitindo uma maciez adequada e não deforma facilmente com o tempo, como os travesseiros de espuma convencionais. Ideal para quem tem alergia a ácaros e poeira, pois ele é antiácaros, fungos e bactérias.

 

Fonte: Sia Park

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Loja 1 - Av. Fernando Corrêa da Costa, 819 - Areão, Cuiabá - MT, 78010-400 

(65) 3025-6505

CONTATO

Loja 2 - Goiabeiras Shopping - José Monteiro de Figueiredo 500 -  Duque de Caxias, Cuiabá - MT, 78043-900

(65) 3365-6624

SOLICITE SEU ORÇAMENTO

NOSSA HOLDING
aq.png